Quinta, 25 de Julho de 2024 08:49
EDUCAÇÃO CACULÉ

Mais de 60 projetos de pesquisa são apresentados na 6º Feira de Ciências e Matemática de Caculé

Entre os projetos apresentados dois foram premiados na FECIBA - Feira de Ciências da Bahia

28/11/2022 09h11 Atualizada há 2 anos
Por: Josivan Vieira
Foto: Josivan Vieira
Foto: Josivan Vieira

 

O Colégio Estadual Norberto Fernandes (CENF) realizou na última terça-feira (22) na quadra de esportes Antônio Fróes, a 6º Feira de Ciências e Matemática de Caculé - FECIMAC. A feira que contou com a participação de alunos e professores expôs resultados de pesquisas realizadas durante o ano de 2022 pelos discentes da rede com a orientação de professores e professoras da instituição.

A FECIMAC consiste na culminância de um trabalho realizado durante todo o ano letivo que teve como principal foco a Iniciação Científica. Em 2022 os alunos foram provocados a observarem problemas atuais da sociedade para que a partir dessa análise fossem traçadas estratégias que pudessem resolver ou minimizar as problemáticas mais consistentes. Dos mais de 60 projetos apresentados na feira do município, dois foram premiados na edição estadual que ocorreu em Salvador (BA) e foram orientados pela professora Edjane Costa.  

A equipe do Informe Cidade esteve na feira e se surpreendeu com a qualidade das pesquisas e com o aprofundamento dos assuntos levantados pelos alunos e seus respectivos orientadores. 

Orientação

O projeto que foi criado pela instituição possui a orientação de três grandes docentes da rede. As professoras Edjane Costa, Isabel Xavier, Cláudia Carvalho e o professor Edson Junior se empenharam durante todo o ano para que os discentes pudessem apresentar trabalhos robustos e com conteúdos altamente relevantes para a nossa sociedade. 

O Informe Cidade conversou com os orientadores dos projetos apresentados para entender melhor a metodologia e objetivo da feira. A professora Edjane Costa que recentemente acompanhou alunas do CENF em uma Feira de Ciências em Salvador, conta que a participação dos alunos nesse tipo de metodologia é de suma importância para o avanço dos projetos de pesquisa e uma oportunidade de colocar os assuntos trabalhados em sala de aula em prática. 

Quando questionada sobre a relevância, ela foi categórica ao afirmar que os trabalhos promovem o exercício do método científico e contribui para o desenvolvimento dos discentes. “Além dos temas trabalhados, a atividade também promove o exercício do método científico, o desenvolvimento da criatividade, do raciocínio lógico, da comunicação oral e do trabalho coletivo, possibilitando o desenvolvimento integral dos alunos”, finalizou Edjane. 

A professora e orientadora Isabel Xavier reforçou o discurso sobre os diversos benefícios e as possibilidades abertas para os alunos que se empenham na área da pesquisa. “A Iniciação Científica abre grandes possibilidades para nossos alunos perceberem o mundo de forma mais curiosa, questionadora, que não aceita respostas prontas. Com este olhar mais crítico, eles conseguem detectar problemas que ocorrem à sua volta e procuram uma solução para transformar esta realidade através da Ciência”. 

Para Isabel, a feira é uma experiência única que promove a multiplicação de conhecimentos e agrega saberes. Para finalizar, ela pontuou que a FECIMAC promove o encontro entre a instituição de ensino e a comunidade, a fim de compartilhar ideias e discutir temas de grande relevância. 

A professora Cláudia Carvalho que também é uma das orientadoras dos projetos apresentados, acompanhou a nossa equipe durante a visita e nos mostrou com muito orgulho e satisfação parte dos projetos apresentados por seus alunos. Para ela, o sentimento é de alegria e agradecimento. "Alegria e agradecimento, pois foi um trabalho que atingiu de forma muito positiva os jovens alunos pesquisadores". Entre uma pesquisa e outra, era interessante observar a desenvoltura dos discentes e o respeito e admiração deles com a sua orientadora. 

Cláudia finalizou a conversa com a nossa equipe dizendo que a alegria ao ver a feira acontecendo vem também das lembranças positivas do processo de criação realizado pelos alunos e alunas. 

Incentivo e parcerias

O professor e pesquisador Edson Júnior em sua conversa com a nossa equipe, falou sobre a importância do incentivo à pesquisa e de como esses espaços podem contribuir para a construção da criatividade e proposta de novas ideias. “O projeto começa dentro da instituição treinando estudantes para serem jovens pesquisadores e mostrando para eles a importância dessa área. Buscamos incentivar a criatividade ao propormos novas ideias para a sociedade”. Para finalizar, Júnior nos contou que entre os projetos apresentados, muitos tiveram a parceria de instituições já atuantes no município, como a Escola Família Agrícola e Cootraf. 

Durante todo o dia de exposição, um extenso público passou pela feira que também recebeu a visita dos alunos da rede municipal de ensino que ouviram palestras e explicações sobre os projetos e ideias criadas por alunos caculeenses. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias