Sexta, 17 de Setembro de 2021 09:10
(71) 99256-3530
CIDADE POLÍTICA

Caculé: Vereadores recusam PL para abertura de canil por considerá-lo inconstitucional

Vereadores responsáveis pelo PL são os mesmos que votaram contra na gestão anterior

14/09/2021 16h23 Atualizada há 3 dias
520
Por: Josivan Vieira
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após sessão realizada nessa segunda-feira (13) na Câmara Municipal de Caculé (BA), a comissão da casa decidiu por não aprovar o Projeto de Lei nº 02/2021 de autoria dos vereadores Anderson dos Santos Ribeiro, Luiz Carlos Pereira e Paulo Henrique da Silva do Legislativo Municipal, que tinha como objetivo a criação de um Canil.

A equipe do Informe Cidade teve acesso ao parecer que traz em detalhes todo o trâmite realizado pelo plenário para identificar a legalidade do Projeto de Lei. A recusa para aprovação do projeto veio após a identificação de irregularidades. Diante da situação o corpo legislativo, identificou que o direcionamento das criações de despesas para a Administração Pública Municipal, deve ser privado ao Chefe do Poder Executivo, o prefeito. 

Segundo a nota, “o Parecer Jurídico nº 02/2021, encaminhado ao Presidente desta Casa Legislativa, com cópia a esta Comissão, afirma que: “A criação de despesa para o Poder Executivo, por iniciativa do Poder Legislativo, contraria o disposto na Constituição Federal, na Lei Orgânica do Município e na Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal)”.

O Projeto de Lei encaminhado pelos vereadores da oposição nesta gestão, é o mesmo Projeto recusado por eles em sessões realizadas na câmara em pleitos anteriores. 

A ONG

Em contato com Vanusa, responsável pela ONG Quatro Patas, ela informou que a instituição tem interesse em um local para o cuidado dos animais, mas desde 2016 que eles lutam pela criação de um espaço adequado e que tenha profissionais qualificados Vanusa também sinaliza que já esteve em conversa com os atuais gestores do município, e que irá encaminhar um projeto de criação de um abrigo para a promotoria analisar caso não ocorra nenhuma decisão por parte do poder público. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias