Sexta, 17 de Setembro de 2021 11:18
(71) 99256-3530
CRIME BRASIL

Menino morto pela mãe era obrigado a escrever frases ofensivas: 'Eu sou idiota'

Mãe e madrasta estão presas no Rio Grande do Sul

04/08/2021 16h25
708
Por: Redação Fonte: Correio 24h
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O menino Miguel dos Santos Rodrigues, de 7 anos, era obrigado a escrever frases ofensivas em um caderno. A mãe da criança, Yasmin Rodrigues, de 26 anos, está presa após confessar ter matado a criança.

O caderno foi apreendido pela Polícia Civil na noite desta terça-feira (3). Nele havia frases como "eu sou um idiota", "não mereço a mamãe que eu tenho", "eu sou ladrão, "eu sou ruim" e "eu sou um filho horrível".

De acordo com o G1, o objeto foi apreendido em um dos apartamentos onde Miguel morou com a mãe, no Balneário de Santa Terezinha e outro no centro de Imbé, no Rio Grande do Sul. Além do caderno, a polícia também localizou uma corrente, que seria utilizada para manter a criança presa.

Conversas divulgadas pela polícia mostram a mãe e a madrasta de Miguel, Bruna Nathieli Porto da Rosa, conversando sobre a compra da corrente. Bruna também está presa.

Segundo o relato feito à polícia, a mãe dopou a criança usando medicamentos, colocou o corpo dentro de uma mala e jogou no Rio Tramandaí, há uma semana.

Na quinta-feira (29), foi à Polícia para relatar o suposto desaparecimento da criança. Ao apresentar contradições, foi questionada pela polícia e confessou o crime. Segundo a Polícia Civil, a criança sofria tortura física e psicológica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias