Quinta, 29 de Julho de 2021 05:26
(71) 99256-3530
POLÍCIA CASO LÁZARO

Caso Lázaro: polícia investiga rastros encontrados; buscas entram no 15º dia

Serrote e lençol achados em mata na expansão de Águas Lindas (GO) vão passar por perícia. Investigadores buscam relação entre os objetos e Lázaro Barbosa. Na Câmara dos Deputados, caçada pelo fugitivo serve de base para projeto em tramitação

23/06/2021 10h23
374
Por: Redação Fonte: Correio Braziliense
Foto: Ed Alves/CB/D.A Press
Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

As buscas por Lázaro Barbosa de Sousa encerraram o 14º dia com novas pistas que podem ter relação com o foragido. Na manhã dessa terça-feira (22/6), as equipes da força-tarefa encontraram um carro abandonado, incendiado próximo à Gruta dos Ecos — na saída do distrito de Girassol, sentido Cocalzinho (GO). A suspeita é de que seja um Chevrolet Classic branco. No fim da tarde, peritos da Polícia Civil de Goiás (PCGO) recolheram um lençol sujo de terra e um serrote de, aproximadamente, um metro de comprimento. Os dois itens estavam em uma mata na expansão de Águas Lindas, a cerca de 4km do município goiano. À noite, um tiroteio entre um caseiro e o invasor de uma chácara levou as equipes novamente a Girassol.

Apesar das suspeitas, a polícia não confirmou se o carro, os demais objetos e o tiroteio tinham ligação com Lázaro. Tanto o veículo quanto o serrote e o lençol passarão por perícia, segundo a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO). Só após a publicação do laudo, será possível saber se os objetos foram usados pelo procurado. O fugitivo tem 32 anos e é acusado de assassinar quatro pessoas da família Marques Vidal, em 9 de junho.

Durante a fuga, que ultrapassa duas semanas, Lázaro deixou um rastro de crimes por onde passou. Em 12 de junho, ele fez seis pessoas reféns por quase sete horas e atirou em três delas. Até essa terça-feira (22/6), uma das vítimas continuava internada no Hospital de Urgências de Anápolis. No entanto, boletim da unidade de saúde informou que o paciente estava consciente, orientado e estável. Os outros dois homens baleados receberam alta, mas o hospital não deu detalhes sobre o tratamento médico deles.

Em 15 de junho, Lázaro feriu mais uma pessoa. O fugitivo estava com três reféns e, durante troca de tiros com a polícia, atingiu de raspão o rosto de um PM. Contudo, o militar recebeu alta hospitalar no mesmo dia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias