Quinta, 29 de Julho de 2021 06:33
(71) 99256-3530
POLÍCIA CASO LÁZARO

Carta encontrada em esconderijo de Lázaro: “Muitas pessoas merecem morrer”

Curiosamente, junto com a carta foram deixadas algumas frutas, colocadas dentro de cestos de palha

18/06/2021 07h35
1.187
Por: Redação Fonte: Metrópoles
Foto: Reprodução/PCDF
Foto: Reprodução/PCDF

Policiais que integram as forças de segurança empenhadas na captura do maníaco Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, encontraram uma carta abandonada onde o criminoso teria usado como esconderijo durante algum tempo, na região de Edilândia, em Goiás. No interior da residência, as equipes notaram, sobre a mesa, uma folha de papel A4, com um texto escrito à mão.

A carta, escrita com tinta de caneta esferográfica vermelha, discorre sobre quem possui o direito de morrer e o de viver. “Muitos que vivem merecem morrer, alguns que morrem merece viver”, diz o texto. O material foi apreendido e levado para perícia. Os policiais investigam se Lázaro escreveu ou apenas carregava o manuscrito, que replica algumas falas de um personagem da trilogia Senhor dos Anéis.

Curiosamente, junto com a carta foram deixadas algumas frutas, colocadas dentro de cestos de palha. Ainda havia uma toalha rosa forrando a mesa. O casebre teria sido usado como ponto de apoio pelo criminoso até ser descoberto pela polícia. Há uma região de mata ciliar próxima da residência, o que teria facilitado a fuga do autor da chacina.

Objetos queimados

No final da carta, o texto faz menção de “outras forças agindo neste mundo, além da vontade do mal”. De acordo com fontes policiais ouvidas pelo Metrópoles, a perseguição ao autor da chacina que tirou a vida de quatro pessoas da mesma família é extremamente difícil em razão da desenvoltura do criminoso na região de mata.

Lázaro, segundo os policiais, tem o costume de queimar todo tipo de objeto que ele carrega e que não irá mais usar. Roupas velhas e molhadas, restos de comida, tudo é jogado no fogo. Além disso, o criminoso costuma caminhar pelos leitos dos riachos e córregos, para dificultar o trabalhos dos cães farejadores empregados na caçada.

A força-tarefa trocou tiros com o maníaco na tarde dessa quinta-feira (17/6), após ele ter fugido das proximidades da casa do pai. Dezenas de policiais civis e militares, além de viaturas e três helicópteros foram mobilizados na operação. Um pouco antes do confronto, cães farejadores encontraram um pano ensanguentado, o que reforça a suspeita de que o criminoso estaria ferido.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias