Sexta, 07 de Maio de 2021 16:28
(71) 99256-3530
GERAL SAÚDE

Bruno Covas recebe alta da UTI e irá para leito em terapia semi-intensiva

Prefeito de SP foi extubado nesta segunda (3), após sangramento entre estômago e estômago ser contido. Infectologista David Uip disse que Covas dormiu bem e aguarda vaga para transferência. Ele seguirá internado no Hospital Sírio-Libanês sem previsão de alta

04/05/2021 15h20
132
Por: Redação Fonte: G1
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta terça-feira (4) e aguarda a liberação de leito na unidade semi-intensiva do Hospital Sírio-Libanês, no centro da capital paulista, onde está internado desde o último domingo (2).

A informação foi divulgada pela equipe médica que acompanha o prefeito em coletiva de imprensa no início da tarde.

Covas foi extubado no fim da tarde desta segunda-feira (3), após o sangramento que teve na cárdia, localizada na transição entre o estômago e o esôfago ser estancado.

Segundo o infectologista David Uip, um dos responsáveis pelo tratamento do prefeito, Covas dormiu a noite toda, passa bem mas não há "qualquer previsão de alta".

Ainda de acordo com o especialista, a equipe médica considera o sangramento como um evento pontual.

“Entendemos o sangramento como evento pontual. Faz parte do acompanhamento de doentes crônicos que tenham eventos pontuais. No caso, foi um sangramento gástrico, mas poderia ter sido uma infecção ou qualquer outra contingência. Como tal, este procedimento foi enfrentado. Foi enfrentado o sangramento, foi estancado o sangramento, o paciente foi para uma unidade de terapia intensiva e acaba de ter alta”, afirmou Uip.

Na manhã desta segunda, o prefeito havia sido transferido para a UTI e intubado depois que um exame de endoscopia encontrou um sangramento causado por uma úlcera no tumor original, na cárdia, a passagem do esôfago para o estômago.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias