Sexta, 07 de Maio de 2021 15:56
(71) 99256-3530
POLÍTICA CPI

Flávio Bolsonaro surpreende ao defender distanciamento social e pede adiamento da CPI da Covid

Flávio sempre se colocou contra as medidas de distanciamento social, mas mudou opinião para questionar a instalação da CPI

27/04/2021 15h01
168
Por: Redação Fonte: BNews
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Conhecido pela postura negacionista diante da Covid-19, o senador Flávio Bolsonaro surpreendeu em seu discurso ao pedir a palavra durante a primeira sessão da CPI da Pandemia nesta terça-feira (27). 

Logo no início do discurso, Flávio alegou que as mulheres foram preteridas na Comissão e por isso vítimas de "machismo", mas que também não fizeram questão de participar.

Além de alertar para que a Comissão não se torne palco para disputa política, Flávio defendeu o distanciamento social ao pedir o adiamento da CPI. "Assessores e senadores estão morrendo vítimas da doença", alertou o senador.

Entre outras declarações, Flávio Bolsonaro postou no dia 19 de janeiro, no Twitter, que o seu médico recomendava que ele não se vacinasse por estar ainda com imunidade alta por ter se infectado com o vírus, o que contraria todo o conhecimento científico.

"Porque não esperar todo mundo se vacinar e começar os trabalhos? O governo é a favor de se investigar e passar a limpo o que está acontecendo no Brasil, até porque essa CPI pode acabar e a pandemia não acabar", declarou o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, citando a questão de ordem requerida pelo senador Eduardo Gomes (MDB-SE) que sugeriu a retomada da Comissão de Inquérito quando puder voltar o regime presencial na Casa.

ROMPIMENTO

Mesmo com a suspensão da liminar que tentava impedir a nomeação de Renan Calheiros (MDB-AL) para relatoria da CPI da Pandemia pelo Tribunal Regional Federal (TRF), Flávio Bolsonaro questionou a escolha pelo bloco.

O senador avisou que vai pedir a saída do Republicanos do bloco capitaneado pelo MDB, uma vez que diz não ter sido consultado sobre a escolha de Renan Calheiros.

Segundo Flávio, a situação do emedebista é semelhante à sua, já que ambos podem ter conflito de interesse no âmbito da investigação da CPI da Pandemia e que não conseguiriam ter uma postura imparcial diante dos fatos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias