Domingo, 18 de Abril de 2021 00:25
(71) 99256-3530
ESPORTES OLIMPÍADA

Tóquio-2020 deve debater neste sábado presença de público estrangeiro

Total de espectadores em locais de competições também estará na pauta

19/03/2021 19h00
138
Por: Redação Fonte: Agência Brasil
Foto: Reuters/Issei Kato/Direitos Reservados
Foto: Reuters/Issei Kato/Direitos Reservados

Os organizadores da Olimpíada de Tóquio se reunirão com autoridades do governo japonês no sábado (20), disse o comitê organizador local, e um debate sobre a presença de espectadores estrangeiros deve estar na pauta.

A reunião agendada para as 18h (horário de Brasília) será realizada pelo comitê organizador da Tóquio-2020, o Comitê Olímpico Internacional, o Comitê Paralímpico Internacional, o governo metropolitano de Tóquio e o governo central do Japão, informou a Tóquio-2020 em um comunicado nesta sexta-feira (19).

A presidente da Tóquio-2020, Seiko Hashimoto, e o executivo-chefe, Toshiro Muto, farão uma coletiva de imprensa após a reunião.

Os organizadores terão decisões difíceis a tomar no que diz respeito à entrada de torcedores estrangeiros no país e a quantos espectadores permitir nos locais de competição enquanto elaboram protocolos de saúde para sediarem Jogos seguros durante a pandemia de covid-19.

O governo japonês concluiu que receber torcedores do exterior não seria possível, dadas as preocupações públicas com o coronavírus e a detecção de variantes mais contagiosas em muitos países, disseram duas fontes à Reuters no início deste mês.

As fronteiras do país continuam fechadas a turistas como contramedida de reação à Covid-19, e não está claro quando as restrições seriam suspensas.

A decisão de não receber espectadores estrangeiros apaziguaria os temores do público japonês – pesquisas da mídia mostram que a maioria se opõe ao ingresso de visitantes do exterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias