Segunda, 06 de Julho de 2020
77 98103-4200
EDUCAÇÃO AULAS SUSPENSAS

Caculé: Novo Decreto mantém suspensão das aulas; pais já temem cancelamento do ano letivo

Sem aulas, pais se preocupam com o possível cancelamento do ano letivo.

15/06/2020 18h22 Atualizada há 3 semanas
2.731
Por: Redação
Só na rede pública municipal são mais de 3.100 alunos que estão sem aluas presenciais desde o dia 18 de março. Foto: Aloísio Costa.
Só na rede pública municipal são mais de 3.100 alunos que estão sem aluas presenciais desde o dia 18 de março. Foto: Aloísio Costa.

Em um novo decreto, publicado na tarde desta segunda-feira (15), pelo Governo de Caculé, fica mantida a suspenção das atividades escolares, ainda por tempo indeterminado, em virtude das medidas de combate e prevenção ao coronavírus (COVID-19), que vêm sendo adotadas pelo município durante a pandemia.

Desde o dia 18 de março as aulas no município foram suspensas e ainda não é possível prever uma data de retorno. Com o governo do Estado a situação não é diferente. Embora o governador Rui Costa afirme que não haverá cancelamento do ano letivo, pais e professores têm se preocupado com esta questão.

Em Caculé mais de 4.200 estudantes, da rede municipal e estadual, estão sem aulas desde março. Para um boa parte deles, algumas atividades estão sendo realizadas de forma virtual, através de conteúdos compartilhados por aplicativo de mensagem (What´s App). No entanto, muitos pais, e até mesmo alguns professores, não acreditam que “este tipo de ensino” esteja contribuindo para a educação dos filhos, principalmente os alunos das séries inicias.

“Vejo isso mais como um passatempo, algo pro aluno distrair enquanto está em casa. A presença na escolha, o convívio com os colegas e principalmente com os professores é muito importante e não vejo como ser substituído com o conteúdo enviado nos grupos.” Disse uma mãe de aluno.

Outros pais, ouvidos pelo Informe Cidade, disseram que, mesmo que as aulas retornem nos próximos dias, ainda temem deixar os filhos voltarem para a escola. A posição desses pais se justifica pelo fato dos filhos estarem matriculados nas séries iniciais. Segundo eles, “são crianças muito novas que não teriam condições de se prevenir, como usar máscara o tempo todo, manter o distanciamento dos colegas e professores, usar álcool em gel com frequência, entre outras medidas de segurança.” Na opinião esses pais, seriam mais seguro deixar os filhos em casa neste momento, projetando o início das aulas só para o ano que vem.  

Na outra ponta, os alunos que estão no último ano no Ensino Médio, seriam profundamente prejudicados. Os planos de ingresso na faculdade ou no mercado de trabalho teriam que ser adiados por mais um ano.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (07/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quarta (08/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias