Segunda, 06 de Julho de 2020
77 98103-4200
CIDADE ENCHEU LINGUIÇA

Caculé: Após passar mais de duas horas lendo Decretos, secretário de Saúde “foge” de sabatina na Câmara

A atitude do secretário de Saúde de Caculé causou revolta e indignação nos vereadores e nos internautas que assistiam a live de sessão.

02/06/2020 12h24 Atualizada há 1 mês
2.255
Por: Redação
Por mais de duas horas o secretário “encheu linguiça” ao ler todos os Decretos municipais publicados pelo Governo de Caculé, desde o dia 18 de março. Foto: ASCOM/Governo de Caculé.
Por mais de duas horas o secretário “encheu linguiça” ao ler todos os Decretos municipais publicados pelo Governo de Caculé, desde o dia 18 de março. Foto: ASCOM/Governo de Caculé.

“Seria cômico se não fosse vergonhoso”. Esta foi a definição dada pelo vereador Jeovane Costa (PSB) após a atitude do secretário de Saúde de Caculé, o enfermeiro Ricardo Silva e Silva, durante uma sabatina nesta segunda-feira (1º), na Câmara de Vereadores da cidade.

Por mais de duas horas o secretário “encheu linguiça” ao ler todos os Decretos municipais publicados pelo Governo de Caculé, desde o dia 18 de março, relativos às medidas e ações de combate à pandeia do coronavírus. A atitude, segundo os vereadores de oposição, foi uma forma de desgastar a bancada, extrapolar o tempo da sessão e fazer a população caculeenses de idiota.

“Esse secretário é muito fraco. Vai pra câmara de vereadores ficar lendo decretos que já são de conhecimento público. Tudo isso já foi disponibilizado nas páginas oficiais do município, no diário oficial, nas redes sociais, etc. Será que está com medo de um debate com os vereadores de oposição???” Comentou um internauta na live da sessão.

CLIQUE NO LINK PARA ASSISTIR O VÍDEO 

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=3803275609747289&id=100001946633463

A ida do secretário de Saúde à Câmara se deu em virtude de um requerimento apresentado pela bancada de oposição e tinha como objetivo apresentar as ações que têm sido implantadas pelo município no combate à COVID-19, bem como a sua eficácia, como também detalhar os valores dos recursos recebidos e os seus respectivos gastos com a pandemia.

A bancada de oposição, que esperava ter do secretário de Saúde um posicionamento mais coerente com o cargo que ele ocupa, se disse frustrada com as atitudes, que, além de demostrarem o total despreparo do secretário, também escancarou a falta de compromisso, transparência e respeito com a população.

Após a leitura dos Decretos, que levou aproximadamente 02h20min, o presidente da Câmera, vereador Paulo Henrique da Silva (DEM), encerrou a sessão, antes mesmo que o secretário de Saúde fosse sabatinado. A decisão causou revolta nos vereadores de oposição e fez com que discussão no plenário ficasse tensa, havendo, inclusive, troca de insultos e ofensas pessoais.

“O objetivo deles era justamente esse. Foi montada uma estratégia... Ler por duas horas os Decreto, que já eram de conhecimento público. Eles sabiam que isso irritaria os vereadores. Após isso, simularam uma discussão e terminaram a sessão, alegando que não dava pra continuar. Essa era a ideia desde o início.” Destaca o vereador Jeovane Costa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (07/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quarta (08/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias