Quarta, 25 de Novembro de 2020 06:03
77 98103-4200
EDUCAÇÃO CONTRATAÇÃO

Caculé: Divergências de informações geram dúvidas sobre contratação de professores em plena pandemia

As divergências de informações geraram dúvidas sobre a legalidade das contratações.

21/05/2020 11h26 Atualizada há 6 meses
1.447
Por: Aloísio Costa
O Informe Cidade não conseguiu falar com a secretária de Educação para comentar sobre o fato. Foto: Google Maps
O Informe Cidade não conseguiu falar com a secretária de Educação para comentar sobre o fato. Foto: Google Maps

Em publicações feitas no Diário Oficial do Município, nos dias 12 e 14 de maio de 2020, o Governo de Caculé, por meio da Secretaria Municipal de Educação, contratou professores substitutos sobre a alegação de cobrirem efetivos que estavam em licença maternidade. No entanto, as divergências de informações geraram dúvidas sobre a legalidade das contratações.

Em uma das publicações, feita no dia 12 de maio, a professora Terezinha de Souza Rocha Pereira, que faz parte do quadro efetivo e ocupa a função de diretora na Escola Municipal Noturna, aparece sendo substituída por Rosimeire Ferreira de Souza. O que chama a atenção é que o motivo da substituição seria pelo fato da professora Terezinha estar gestante.

Já na publicação do dia 14 de maio, o Governo de Caculé contratou Paula Brito Souza para substituir a professora Maria Elena Maurício da S. Rodrigues, que trabalha como diretora na Escola Municipal São João (Capivara). O motivo da substituição seria a licença maternidade de Maria Elena.

A contradição e inveracidade das informações geraram discussões em grupos de mensagens, inclusive entre professores do município. De acordo apuração feita pelo Informe Cidade, nenhuma das professores substituídas estão grávidas ou tiveram filhos recentemente. O filho mais novo de Terezinha de Souza Rocha Pereira tem aproximadamente seis anos e o de Maria Elena da S. Rodrigues já é um rapaz de 18.

Por telefone o Informe Cidade conversou com a professora Maria Elena e Terezinha. À nossa reportagem elas disseram que desconhecem a publicação da substituição no Diário Oficial e que não estão de licença maternidade, pelo contrário, permanecem tralhando na direção das escolas.

Desde a última quinta-feira, dia 14 de maio, o Informe Cidade vem tentando, sem sucesso, falar com a secretária de Educação, Adailde Teles. As ligações feitas para o seu telefone não foram atendidas e nem retornadas e as mensagens enviadas pelo What’s App não foram respondidas.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (26/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sexta (27/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias