SUPERMERCADO MODELO
CRISE HÍDRICA

Caculé: Escassez de água na Várzea Grande volta a ser motivo de protesto por parte dos moradores

Sem solução para o problema de abastecimento até então, um morador da Várzea Grande decidiu abrir um poço artesiano, em via pública, em frente à sua casa, localizada em uma das principais vias do Povoado.

20/02/2020 07h26Atualizado há 1 mês
Por: Aloísio Costa
788
Moradores do Povoado da Várzea Grande têm
Moradores do Povoado da Várzea Grande têm

Um problema que já vem se arrastando há anos, volta a ser motivo de protesto por parte dos moradores do Povoado da Várzea Grande, município de Caculé, que é a falta de regularidade no abastecimento de água na localidade.

Em novembro do ano passado o Informe Cidade publicou uma matéria onde os moradores da Várzea Grande denunciavam que estavam há mais de 15 dias sem o abastecimento, que deveria ter sido fornecido pela Arco-Íris Abastecimento, empresa terceirizada contratada pelo Governo de Caculé.

De lá pra cá, a situação só tem piorado. Em postagem feita nas redes sociais no último dia 12 de fevereiro, uma moradora da localidade protesta contra uma determinação, segundo ela da empresa Arco-Íris, de que o abastecimento passaria a ser feito de 15 em 15 dias.

“Sabemos da importância, e é nosso dever economizar, mas é muito tempo para ficar sem água, vendo que não temos onde recorrer e nem todos tem reservatório, e quando a água vem não é suficiente para encher as caixas. Estamos sem entender, se não está tendo água para abastecer Várzea Grande e as comunidades beneficiadas com a água do Truvisco, como vai abastecer Caculé?” Questiona a moradora.

Sem solução para o problema de abastecimento até então, um morador da Várzea Grande decidiu abrir um poço artesiano, em via pública, em frente à sua casa, localizada em uma das principais vias do Povoado. A ação recebeu apoio de parte da população, mas foi discriminada por outra. O fato é que a abertura do poço gerou tumulto e agentes da Polícia Militar tiveram que se dirigir até a localidade. Mesmo com a presença da polícia, o poço foi aberto e a vasão de cerca de 6.500 litros/hora foi comemorada.

Poço artesiano aberto em via pública por moradores do Povoado deu vasão de aproximadamente 6.500 litros/horas e tem abastecido algumas residências. Foto ilustrativa. 

 

“Nós estamos morrendo de sede, precisamos de água. Se o prefeito não dá conta, nós damos conta. Se ela não dá água, por que ele vai proibir da gente abrir o poço?” Rebateu um dos moradores em discussão com os policiais.

Em Nota, encaminhada à Redação do Informe Cidade, o responsável técnico pela em Arco-Íris Abastecimento, José Neri Santiago Filho, disse que um dos principais motivos da irregularidade no abastecimento na Várzea Grande são os fenômenos naturais, se referindo à falta de chuvas na região.

Perante as repercussões em redes sociais, a empresa Arco-Íris Abastecimento fez essa nota para deixar claro aos seus clientes e toda à população.

“Devido à escassez na qual o município vem passando há meses, tornou-se mais difícil o fornecimento de água. Porém, com toda a dificuldade (por fenômenos naturais) não deixamos de trabalhar um só dia, estamos dia e noite fazendo o possível para que ela (a água) chegue até os usuários.” Ressalta a empresa.

Na Nota, a Arco-Íris destaca a importância dos consumidores terem consciência na utilização da água e, dentro do possível, aumentar o número de reservatórios para que possam armazenar uma maior quantidade de água.

A empresa também condenou publicações “mentirosas” que foram publicadas na internet por moradores e também por veículos de comunicação. “Pedimos que, antes de compartilhar ou publicar qualquer informação, nos comunique para que de fato seja dita a verdade e não mentiras como foram feitas por alguns sites.”

A Arco-Íris finaliza a Nota alegando que grande parte das reclamações têm ocorrido por estramos em ano político, de eleições municipais.

“O ano político tem influenciado demais nas cobranças, até mesmo com à água nas torneiras. Não estamos aqui para aturar manifestações de politicagem, e sim para discutirmos ideias que somam melhorias, não só no atendimento, como no planejamento futuro de nossa convivência com o semiárido. Tendo consciência do que vai ser proporcionado pela natureza este ano, não cabe aproveitarmos da situação para prejudicar imagem de grupo A ou B, politicamente, e sim para uma soma inteligente de forças para passarmos momentos que jamais aconteceram na história de Caculé. O que nos resta é lembramos que os fenômenos naturais o homem não controla e para vencermos temos que somar em pensamentos positivos.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Caculé - BA
Atualizado às 00h20
21°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 20°
21°

Sensação

6.4 km/h

Vento

64.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
FARMÁCIA NEVES
ANUNCIO 300X250 1
SUPERMERCADO NOVO MUNDO
ÓTICAS SAFIRA
Municípios
BEATRIZ CALÇADOS
ATAKAPEÇAS
WIZARD
Últimas notícias
SHALON ACADEMIA
COLÉGIO EXCELÊNCIA
COOTRAF
ANUNCIANTE 300X250 2
Mais lidas
ANUNCIANTE 300X250 4
SORVETERIA KIDS
LAVE BEM LAVANDERIA